Museu Histórico da Cidade do Rio de Janeiro

<p class="p1" style="text-align: justify;">O Museu Hist&oacute;rico da Cidade do Rio de Janeiro/MHCRJ foi criado como reflexo da expans&atilde;o dos museus no s&eacute;culo XIX e suas origens est&atilde;o ligadas ao princ&iacute;pio da Rep&uacute;blica no Brasil e ao papel de centro pol&iacute;tico que o Rio de Janeiro representava nesse contexto.</p>

<p class="p1" style="text-align: justify;"><span class="wixGuard">​</span></p>

<p class="p1" style="text-align: justify;">Desde 1891, as autoridades do governo rec&eacute;m-instalado manifestavam preocupa&ccedil;&atilde;o em recolher objetos representativos, que interessassem &agrave; hist&oacute;ria da cidade. Contudo, sua cria&ccedil;&atilde;o s&oacute; ocorreu na administra&ccedil;&atilde;o do Prefeito Pedro Ernesto atrav&eacute;s do Decreto N&ordm; 4989 de 11 de julho de 1934.</p>

<p class="p1" style="text-align: justify;"><span class="wixGuard">​</span></p>

<p class="p1" style="text-align: justify;">O MHCRJ sempre mostrou uma tend&ecirc;ncia a manter-se nos limites de seu objeto: a cidade do Rio de Janeiro. Entretanto, seu vasto acervo documental, arquiv&iacute;stico e museol&oacute;gico, com cerca de 24.000 pe&ccedil;as, que significa um importante registro sobre a cidade do Rio de Janeiro e que abrange diferentes categorias, apresenta car&aacute;ter nacional. Nele encontram-se tamb&eacute;m obras de artistas consagrados como Visconti, Thomas Ender, Ant&ocirc;nio Parreiras, Armando Vianna, Augusto Malta e Marc Ferrez, al&eacute;m dos acervos dos prefeitos Pereira Passos, Pedro Ernesto, Carlos Sampaio e C&eacute;sar Maia.</p>

<p class="p1" style="text-align: justify;"><span class="wixGuard">​</span></p>

<p class="p1" style="text-align: justify;">Ao pensarmos num museu de cidade, afora o aspecto cultural, vem a lembran&ccedil;a a quest&atilde;o daquela cidade onde est&aacute; inserido, o espa&ccedil;o urbano, a mem&oacute;ria e a import&acirc;ncia do museu para a cidade, por ser o &uacute;nico que tem como prop&oacute;sito preservar e conservar a mem&oacute;ria da cidade, que foi capital da col&ocirc;nia, imp&eacute;rio e rep&uacute;blica, atrav&eacute;s do seu acervo e principalmente ser um ponto de refer&ecirc;ncia e discuss&atilde;o das transforma&ccedil;&otilde;es culturais, sociais, econ&ocirc;micas e urbanas da cidade do Rio de Janeiro ao longo de sua hist&oacute;ria.</p>

<p class="p1" style="text-align: justify;"><span class="wixGuard">​</span></p>

<p class="p1" style="text-align: justify;">O MHCRJ, por meio de um acervo art&iacute;stico e documental acess&iacute;vel a todos, &eacute; um museu em que nossa hist&oacute;ria e nossa identidade urbana podem ser analisadas e explicadas.</p>

Experimente Cultura no

Museu Histórico da Cidade do Rio de Janeiro